quinta-feira, 18, julho ,2024
NOTÍCIAS

Eleições do CAU 2023: resultados divulgados

Os resultados das Eleições do Conselho de Arquitetura e Urbanismo 2023 foram divulgados na madrugada desta quarta-feira (18) pelo sistema “VotaOnline”, da Justiça Eleitoral, além dos sites oficiais do CAU Brasil e das unidades da federação.

A votação foi realizada nos dias 16 e 17 de outubro pelo “VotaOnline”, disponibilizado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) por meio de cooperação técnica com o CAU. Votaram 119.615 profissionais, dentro de um colégio eleitoral de quase 230 mil profissionais de arquitetura e urbanismo. Foram escolhidos 402 conselheiros titulares nos CAU/UF, e respectivos suplentes, além dos 28 conselheiros do CAU/BR, sendo um deles representante das Instituições de Ensino Superior (IES), e respectivos suplentes.

Em Mato Grosso do Sul, 1.714 arquitetos e urbanistas votaram, sendo 1.377 votos para a chapa única registrada, 313 votos brancos e 24 votos nulos. Houve uma abstenção de 56,98%. Confira os resultados do MS aqui.

Segue a lista de conselheiros eleitos para a gestão 2024-2026:

Conselheiros federais: Carlos Lucas Mali (titular) e Adriana Tannus (suplente).

Conselheiros estaduais:
João Augusto Albuquerque Soares (titular); Jéssica Rabito Chaves (suplente);
Jordano Braga Valota (titular); Gustavo Kiotoshi Shiota (suplente);
Lauzie Michelle Mohamed Xavier Salazar (titular); Igor Sanches Munareto (suplente);
Paulo Cesar do Amaral (titular); Mayara Souza da Cunha (suplente);
Denize Demirdjian Sampaio Jorge (titular); Camila Amaro de Souza (suplente);
Charis Guernieri (titular); Wilson da Costa Siqueira (suplente);
Kelly Cristina Hokama (titular); Dirceu de Oliveira Peters (suplente);
Sandra Queiroz Latta (titular); Edjalma Fossati Chaves (suplente);
Margaret Miranda de Oliveira (titular); Claudia Christina Torrada de Freitas (suplente);
Luciane Diel de Freitas Pereira (titular); Rogerio Yuri Farias Kintschev (suplente).

O presidente da próxima gestão será eleito pelo plenário do CAU/MS na primeira reunião do próximo ano. Os arquitetos e urbanistas com registro ativo que não votaram devem justificar a ausência até o dia 31 de dezembro de 2023.

Por Stephanie Ribas – Comunicação CAU/MS (com informações do CAU Brasil)